meus amores

domingo, 1 de maio de 2011

ENSINAMENTO






Minha mãe achava estudo
a coisa mais fina do mundo.
Não é.
A coisa mais fina do mundo é o sentimento.
Aquele dia de noite, o pai fazendo serão,
ela falou comigo:
"Coitado, até essa hora no serviço pesado".
Arrumou pão e café , deixou tacho no fogo com água quente.
Não me falou em amor.
Essa palavra de luxo.

Adélia Prado

7 comentários:

Sonhadora disse...

Minha querida

O sentimento é o pão da alma...sem ele ficamos nuas de amor.


Beijinho com carinho
Sonhadora

Dinorah disse...

Zina,
O que vale realmente é o que se faz com o sentimento. Linda mensagem!
Um beijo e boa semana
Dinorah

Zil Mar disse...

Zina...foi de grande emoção ler esse poema....

amei!

tenha uma semana abençoada!

bjo querida!

Zil

PS:achei interessante vc colocar o msn no blog...mas não tenho a menor idéia de como se faz isto...rsrsr

Zil Mar disse...

Zina...qd vc puder dê uma passadinha no páginas de lembranças...depois me diz se gosta...ok?


bjo!


Zil

Zil Mar disse...

Oi Zina...se vc gostou...é seu...fiz pra vc...

fico feliz que tenha gostado...

meu carinho!


Zil
PS:vou tentar clocar o msn..

Eliete disse...

Zina querida, sempre é muito bom reler Adélia Prado.Tive imenso prazer em ouvir uma palestra dela.Que mulher simples e sábia.bjs

Will disse...

Oi Zina,

Outras criações, outras concepções. Ainda bem que temos no amor um referêncial, pelos seus escritos, sinto que você também faz parte desse 'nós'. Bom para você, bom para nós que te lemos.

Abç