meus amores

quarta-feira, 5 de janeiro de 2011

Anjos caninos.



Existem pessoas que não gostam de cães,estas, com certeza, nunca tiveram em sua vida um amigo de quatro patas ou, se tiveram, nunca olharam dentro daqueles olhos para perceber quem estava ali. Um cão é um anjo que vem ao mundo ensinar amor. Quem mais pode dar amor incondicional, amizade sem pedir nada em troca, afeição sem esperar retorno, proteção sem ganhar nada, fidelidade vinte e quatro horas por dia? Ah, não me venham com essa e que os pais fazem isso, porque os pais são humanos e quando os agredimos eles ficam irritados e se afastam... Um cão não se afasta mesmo quando você o agride, ele retorna cabisbaixo pedindo desculpas por algo que talvez não fez lambendo suas mãos a suplicar perdão. Alguns anjos não possuem asas, possuem quatro patas, um corpo peludo, nariz de bolinha, orelhas de atenção, olhar de aflição e carência. Apesar dessa aparência, são tão anjos quanto os outros (aqueles com asas) e se dedicam aos seus humanos tanto quanto qualquer anjo costuma dedicar-se. Às vezes um humano veste a capa de anjo e sai pelas ruas a catar alguns anjos abandonados à própria sorte, e lhes cura as feridas, alimenta, abriga só para ter a sensação de haver ajudado um anjo... Deus quando nos fez humanos sabia que precisaríamos de guardiões materiais que nos tirasse do corpo as aflições dos sentidos e nos permitissem sobreviver a cada dia com quase nada além do olhar e da lambida de um cão... Que bom seria se todos os humanos pudessem ver a humanidade perfeita de um cão!

Autor desconhecido.

2 comentários:

Ivani disse...

Realmente, se as pessoas fossem fiéis e companheiras igual ao cachorro, teria mais humanidade sobre a terra e o mundo seria um paraíso. Tem uma pessoa aqui na minha cidade que se cansou do cachorro que tinha e decidiu soltá-lo bem longe, para se livrar dele. E assim ele fez. Seis meses depois,estava o dono numa festa numa cidade vizinha, e quando chegou para entar em seu carro,teve uma grande surpresa. O cachorro estava lá, deitado perto do veículo esperando por ele. Foi emocionante, ele o trouxe de volta e cuidou dele até que a morte os separasse. Fique com Deus Zina.

Zina disse...

Que lindo Ivani! Conheço 2 histórias de cachorros muito parecidas com essa. Eles emocionam de verdade. Ah e o filhote da foto é meu, hoje já está com 6 meses.Também temos um labrador adulto, a cara do Marley.rsrsrs.
Beijo no coração querida, e que Deus te proteja.