meus amores

sexta-feira, 25 de fevereiro de 2011

CAVALEIRO NEGRO

Eu não tinha nada
nem capa ou coroa
E mesmo assim escrevi os meus versos
comecei com tocos de lápis velhos
e papeis de pão...
Como quem morde azulejos
no chão!


E continuo ainda a cantar o meu 'cordel de fogo encantado'!
A rezar os meus rosários em chamas que nunca
serão ladainhas!


Erguidos estão todos os meus estandartes de guerra
e carregados foram
os meus canhões de mau amor...


Mas foi quando ela chegou!
Exato instante!
Com seus pés descalços no chão de batalha...
com suas vestes de pura luz...
e me abraçou ... eu todo sujo de sangue...
todo queimado de fogo...
E uma armadura de ouro surgiu
do meu coração...
envolvendo meu corpo,
a esta altura já curado...
Fui vivificado pela Deusa.
E me tornei um Guardião.
Sob as Ordens de Ogum
Protejo os anjinhos da Virgem Maria!

William Garibaldi. http://versosdefogo.blogspot.com/

6 comentários:

Vivian disse...

Bom dia,Zina!!

Impactante!!Lindo!
Adorei conhecer!

Beijos!!Bom final de semana!!

Alma Inquieta disse...

Olá Zina,

é lindo o poema que escolheste.


Amiga, já está respondido o meme...

o link é este...

http://osestadosdealmacariciasyregalos.blogspot.com/2011/02/obrigada-amigas.html

Um beijo.

Obrigada.

Zina disse...

Vivian, Amélia, concordo com vocês, é lindo mesmo! Ele escreve coisas lindas, e é uma linda pessoa!
Beijo.

Ange Rocha disse...

- Zina, seu blog está cada dia mais lindo!
Beijos!

нєllєи Cαяσliиє disse...

Lindas união de palavras nesse poema!
Beijos

William Garibaldi disse...

Gratidão minha linda amiga!

Não imaginas a honra de ver um poema meu em um Blog! Aqui neste seu espaço de luz e poesia!
Gratidão Eterna!
Beijos de Luz!