meus amores

segunda-feira, 25 de abril de 2011

POEMA FEMINISTA


Amigas,
Livres e dignas,
Anti-sexistas,
Antipatriarcais,
Coração não tem dono,
Pois, vocês
Não são adornos,
Bichinhos,
Bonecas,
Fantoches,
Nem marionetes.

Vocês podem ter,
Sim, proprietários
Amorosos,
Pois corações têm Amantes,
Mas nunca Senhores.

Seus corações amam,
Logo, tem Amados,
Amados-Amantes,


Amantes-Amados,
Mas nunca arrogantes,
Nem tiranos,
Nem prepotentes,
Nem Soberanos
(Pois Iguais),
Nem déspotas,
Nem Generais
Mandantes
Unilaterais,
Nem Juízes
Parciais,
Nem violentos,
Nem agressores,
Nem "cabeças"
(Pois parceiros,
Amáveis cúmplices),
Nem algozes
Cruéis,
Nem Brutamontes
Duros,
Pois são flores,
São rosas,
São Mães,
São esposas,
São carinhosas,
São pacifistas
Antibelicosas,
São trabalhadoras,
São Filhas,
São Pessoas,
São Irmãs,
São Avós,
São Netas,
São Cidadãs,
São Tias,
São Sobrinhas,
São gentis,
São Primas,
Não são feras,
São eco-lógicas,
São mais carinho,
São mais afetos,
São mais sentimentos,
São mais compaixão,
São mais tolerância,
São mais condescendência,
São mais perdão,
Sem perder a sabedoria,
Dos momentos
Das firmezas
E das energias.

São militantes,
Educadoras
Anti-preconceitos,
Femininistas,
E tem, como aliados,
Os masculinos
Anti-machistas
Na sua luta
Pela autonomia,
Pelos direitos
Iguais femininos,
Na Vida,
Nos Trabalhos,
Às Felicidades,
E nos Amores,
Sabem melhor
Das dores
Das lágrimas
E da gargalhada,
São, do Amor,
Sacerdotisas,
Muitas, por tudo isso,
São pela social
Justiça,
Da Igualdade
Radical
E da vera Solidariedade,
São democratas
Socialistas
E comunistas,
Como Rosa
Luxemburg,
Vera Zasulicht,
Alexandra
Kollontay,
Nadezhda
Krupskaya
(Nadja),
A Educadora
De quem Lênin
Foi marido,
Olga
Benário,
Pagu
E constelações
Outras.
Gabriel da Fonseca

6 comentários:

Eliete disse...

Zina querida, bom dia! que lindo poema.O amor não tem dono, o amante tem um amado.bjs

Vivian disse...

Bom dia,Zina!!

Igualdade!!!Sempre!Valorizar o ser humano pelo que é não pelo sexo que tem...
Quantas mulheres tiveram que desbravar novos horizontes para que nós hoje pudéssemos ter o que temos!!Vamos nos lembrar e honrar a coragem de muitas que vieram antes de nós, e ousaram sonhar ,exigir e praticar a IGUALDADE DE DIREITOS!!
Beijos querida amiga!!

Rô... disse...

oi Zina,
bom dia,

mulheres fortes,
guerreiras,
mulheres doces e delicadas,
mulheres que amam independente de serem mulheres...

beijinhos
linda terça

Sonhadora disse...

minha querida

um lindo poema, uma bela homenagem às mulheres.

deixo um beijinho com carinho
Sonhadora

BLOG DO PROFEX disse...

Zina, eu tinha acabado de ver, com a Malu, o filme Olga. Excelente, profundo, forte. E vejo aqui sua postagem. Parabéns.
deixo no blog um mimo pra você. abraços!

Malu disse...

Pois bem menina, o Expedito já disse tudo...
Se o poema é feminista ou não eu apenas vejo que ele relata a força e os desejos intensos da mulher que atua de forma digna e justa!
Abraços, minha querida